HOME SOBRE CONTATO ANUNCIE


[Resenha] As Cores da Vida- Kristin Hannah

As Cores Da VidaTítulo: As Cores da Vida 
Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 350
Ano: 2016
Classificação: 4/5 
Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro
Sinopse: Uma arrebatadora história sobre irmãs, rivalidade, perdão e, em última análise, o que significa ser uma família. As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, o amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, na verdade são inseparáveis. Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho da família e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza. Mas, sendo a melhor advogada da cidade, ela está determinada a lhe provar seu valor. Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade de todos – ainda que esconda os próprios problemas. E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração grande e indomável e é adorada por todos. Parece que em sua vida tudo dá certo. Até que um forasteiro chega à cidade... Então tudo muda. De uma hora para a outra, a lealdade que as irmãs sempre deram por certa é posta à prova. E quando segredos dolorosos são revelados e um crime abala a cidade, elas se veem em lados opostos da mesma verdade.

Resenha: “As Cores da Vida” é um livro que fala sobre amor, amizade, traição, inveja, arrependimento e tantos outros sentimentos que nos permeiam. Ao longo da leitura vamos conhecer personagens críveis, que erram mais do que acertam, mas que provam que é através do perdão e recomeço que podemos seguir adiante apesar dos desafios da vida.

Winona, Aurora e Vivi Ann tiveram suas vidas abaladas após a morte da mãe e depois disso elas tiveram que aprender a lidar com a ausência de uma figura feminina em suas vidas e com a indiferença do pai.

Aurora é a irmã que aparentemente tem a vida perfeita. Casada e com lindos filhos, ela continua linda e sendo a fonte de equilíbrio entre a irmã mais nova e a mais velha. Mas, nada é como parece ser e talvez sua vida seja apenas uma grande fachada.

Vivi Ann é aquela que herdou as melhores características da família. Tem uma beleza estonteante, é simpática, conquista o carinho de todos a sua volta e tem um dom especial com os cavalos o que a torna a pessoa mais indicada para trabalhar no rancho da família, motivo pelo qual ainda mora com o pai aos 25 anos.

Já Winona é a melhor advogada da cidade e é a mais inteligente das três irmãs. No entanto, ela está longe de se sentir realizada. Acima do peso e sozinha amorosamente, ela não consegue disfarçar o ciúmes que sente pela irmã mais nova. Além disso, ela se dedica diariamente a fazer com que seu pai sinta orgulho dela, mas parece que ele só era capaz de fazer isso se a filha em questão for Vivi Ann.

Apesar disso tudo, as irmãs eram inseparáveis e tinham uma amizade forte e verdadeira. Mas, suas vidas mudam completamente com a chegada de alguns habitantes na cidade.



Luke Connelly foi o melhor amigo de Winona nos tempos de escola e apesar de não se verem há anos, ela continua perdidamente apaixonada por ele. Após a notícia de que ele estava de volta à cidade, seu coração dispara e é inevitável não criar expectativas quando ele marca um encontro com ela. Mas, para sua total decepção, ele só queria reencontrar a velha amiga e, para piorar a situação, ele menciona que viu Vivi Ann e demonstra um interesse imediato pela Grey mais nova.

É claro que Vivi Ann retribui as investidas do lindo e já famoso na cidade, Luke Connelly. Para não ferir ainda mais seu orgulho, Winona não menciona à irmã sua antiga (e muito atual) paixão pelo médico veterinário e proíbe Aurora de mencionar o fato. Fato é que a partir daí o ciúmes e inveja de Winona crescem cada vez mais o que começa a ruir a irmandade aos poucos.

Já Vivi Ann, que acreditava no amor verdadeiro, não sabe lidar com seu atual namorado ao perceber que ele era apenas mais um em sua lista. Por ele ser um cara tão respeitado e gentil, ela tenta inúmeras vezes sentir a tal paixão tão mencionada pelos enamorados e, já quase convencida de que o amor talvez não fosse tão avassalador como ela imaginava, ela conhece o novo peão do rancho: o enigmático Dallas Raintree.

Daí em diante várias situações e reviravoltas surgem em volta das três irmãs Grey e após o acontecimento de um greve crime na cidade, suas vidas mudam completamente e seguem rumos nunca imaginados.



A cada escolha errada, a cada erro e mágoa apresentados pela autora Kristin Hannah vamos descobrindo o que um segredo pode causar na vida de uma pessoa e na vida das pessoas que a rodeia. As irmãs Greys passam por muitas tristezas, mas foi a força de cada uma e a capacidade de perdoar o que mais me emocionou.

De início, o livro não estava me agradando justamente pelo fato dos personagens cometerem vários erros e magoarem tantas pessoas. Mas a vida é assim, erramos constantemente e o segredo para reconquistarmos a felicidade é aprender com esses erros, nos fortalecermos e seguirmos em frente. Winona e, principalmente, Vivi Ann dão uma grande aula sobre perdão e recomeço e não consigo expressar em palavras o quanto essas duas irmãs me emocionaram.

De modo geral, “As Cores da Vida” é um livro que provoca várias emoções no leitor que se permite envolver pela história criada. Ele mostra um lado muito real e assustador do ser humano, mostra tanta injustiça que chega a doer quase que fisicamente, mas também mostra que a justiça pode vir quando abandonamos a mágoa, a inveja e aprendemos a perdoar. A escrita da Kristan não é tão fluida como eu imaginava, mas ela criou uma história tão real e emocionante que torna o livro muito bom. Recomendo!
"No final, o importante não eram os rompimentos na corrente, mas os elos."


Um beijo,

4 comentários:

  1. Olá, amiga!! Tudo bem?

    Preciso confessar que não sou fã de um drama, mas sempre tive vontade de ler algum livro da kristin Hannah e conhecer sua escrita. A história é rodeada de intrigas e isso me chamou atenção, porque quero ver como ela vai abordar esse assunto entre irmãs. Parece ser um livro polêmico e que nos faz pensar. Acho que livros que falam sobre perdão precisam ser lidos.

    Gostei da resenha! <3
    Beijo grande,
    https://queremosmaislivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oláá!!
    Já tinha visto sobre esse livro e agora gostei mais ainda. Acho que deve ser uma história bem realidade, e adoro esse tipo :)
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Amiga que resenha linda, foi a primeira desse livro que li. Gostei demais e fiquei curiosa para ler. Por enquanto só li um livro dessa autora e lembro que li mais lentamente pq ela constroe seu enredo aos poucos, porém ele foi bem marcante. A autora tem um jeito só dela de transmitir mensagens que levamos para vida e que ficam inesquecíveis.
    Amei conferir suas impressões da leitura, parabéns. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bah, tudo bem minha noivinha preferida? <3
    Olha, eu já tinha gostado desse livro pela capa, depois, pela sinopse, e agora, pela sua resenha! Apesar de ter uma temática forte (e eu geralmente corro de livros assim!) esse livro chama muito a minha atenção, e é daqueles que eu sinto que preciso ler rs!
    Amei a sua resenha e as fotos, ficaram perfeitas!

    Beijos,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br
    PARTICIPE DO SORTEIO DE 1 ANO DO BLOG!

    ResponderExcluir

© Versos e Notas - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento por: Colorindo Design - Tecnologia do Blogger.