HOME SOBRE CONTATO ANUNCIE


Resenha: A Culpa É Das Estrelas- John Green

Título: A Culpa É Das Estrelas 
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Ano: 2012
Classificação: 5/5 


Sinopse: Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.



Resenha:  Ao iniciar a resenha eu tentei lembrar o motivo para eu ter comprado o livro. Lembro que muitas pessoas estavam indicando-o e que a relação com ele era de amor ou ódio: muitas pessoas elogiavam demasiadamente, mas outras simplesmente detestavam. Geralmente, quando um livro provoca esse tipo de antagonismo extremo nos leitores significa que ele tem o “poder” de mexer com as emoções das pessoas.
Apesar de não ter me apaixonado pela capa, a história simplesmente me encantou. Então, vamos a ela...



Hazel Grace foi diagnosticada com câncer de tireoide em estágio IV aos treze anos. Desde então, ela passou por cirurgia, radioterapia e quimioterapia para diminuir os tumores no pulmão. Esses métodos não foram eficazes e agora, aos dezesseis anos, Hazel sobrevive devido ao uso da droga Falanxifor que reduz a metástase do tumor.

Para agradar a mãe, que acredita que a filha está deprimida, Hazel frequenta um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer. Para ela, o grupo é totalmente deprimente o que não a ajuda em nada.

― Ia ao Grupo de Apoio pelo mesmo motivo que uma vez deixei enfermeiras com um ano e meio de faculdade me envenenarem com substâncias químicas de nomes exóticos: queria fazer meus pais felizes. Só tem uma coisa pior nesse mundo que bater as botas aos dezesseis anos por causa de um câncer: ter um filho que bate as botas por causa de um câncer.

Até que em uma das reuniões ela conhece Augustus Waters, um rapaz charmoso com dezessete anos que está curado de um osteossarcoma há um ano e meio. Eles vão se conhecendo e criando uma relação profunda e verdadeira. Ambos são irônicos, têm um ótimo senso de humor e compartilham o mesmo desejo de conhecer o autor do livro favorito de Hazel: Uma Aflição Imperial.

Apesar dos esforços da jovem, que se considera uma granada prestes a explodir, Gus não a abandona e se torna tudo o que Hazel precisava para viver o seu infinito feliz.

― Você sabe que tentar me manter à distância não vai diminuir o que eu sinto por você – ele disse.― Talvez? – falei― Todos os esforços para me proteger de você são inúteis – ele disse.

A Culpa é das Estrelas é um livro absurdamente emocionante. Mostra a vida real de uma paciente com câncer sob a perspectiva de uma adolescente que, apesar de ter vivido tão pouco, sabe que não terá muito tempo de vida.
O leitor ri, chora, fica com raiva, sofre os medos e angústias da personagem e, posso dizer que aprende a valorizar cada minuto da sua vida.

Ao terminar a leitura eu estava extasiada, chocada, emocionada e, principalmente, com muitas lágrimas nos olhos. Não me arrependi em nenhum momento por ter lido e, apesar de muitas críticas eu aprovei o final que o autor escolheu. Nem preciso falar que o recomendo de olhos fechados!!!

― Alguns infinitos são maiores que outros (...). Queria mais números do que provavelmente vou ter. Mas Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dia numerados, e sou muito grata por isso.

15 comentários:

  1. Concordo em gênero, número e grau, é um livro perfeito e eu recomendo também de olhos fechados, se tornou meu livro de cabeceira, eu releria quantas vezes fosse preciso.
    Resenha incrível, parabéns!

    Amei o blog de cabo a rabo, pode-se dizer, rs. Tudo lindo por aqui.

    Abraços!

    http://universosempaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelos elogios!! ^^
      Esse livro é lindo e emocionante. Também é um dos meus favoritos!!
      Abraços!!

      Excluir
  2. Oi Bárbara, tudo bem?
    Concordo com você, o livro é "amor ou ódio" mesmo. Acho que o mais bacana dessa história é a gama de emoções que ela traz. Não trata apenas da dor, afinal tem romance e muito bom humor. Como você mesma disse, a gente fica com raiva, ri, sofre... E tudo isso é tão bom né?

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paola, tudo ótimo!
      Obrigada pela visita, eu acompanho o Livros e Fuxicos já um tempinho e posso dizer que se não for o meu favorito, ele está entre os melhores blogs literários que eu já visitei.
      John Green fez um ótimo trabalho nesse livro. Como você disse, ele não trata apenas de dor e isso é bem difícil ao se abordar o tema: Câncer em jovens. Concordo com você, essa mistura de emoções, além das frases incríveis fez o livros ser muito bom!!

      Beijos

      Excluir
  3. Esse livro deixa a gente sem palavras neh flor

    Tem resenha nova no blog, beijOoOo
    blog Livros com café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. É uma mistura de emoções!!
      Já visitei seu blog e adorei a resenha!
      Beijos

      Excluir
  4. Li o livro e chorei horrores, quando fui assistir no cinema eu fui pensando: Não chore, não chore hahaha
    É um livro que tem uma história muito forte e triste, não tem como não se emocionar, me lembrarei dele pra sempre, certeza!!!
    Estou seguindo o seu blog =) Agradeço se puder retribuir

    Bjs!

    http://pingoucafenomeulivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz a mesma coisa, fui ao cinema com o pensamento de não chorar, mas foi inevitável rs.
      Adorei seu blog, parabéns!!
      Já estou seguindo e obrigada pelo apoio!
      Beijos

      Excluir
  5. Ameii a resenha.. com certeza é um dos livros que eu mais gosto de ler.. Parabéns pelo blog *-*
    http://mistura-cult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Laryssa! Venha mais vezes nos visitar :)
      Beijos

      Excluir
  6. Bárbara Lindona confesso que quando o livro foi lançado não quis nem olhar para ele. Não gostei da capa e costumo evitar livros que levantam muita polêmica, pelo menos no início. Mas depois que minha mãe ganhou o livro, leu e gostou comecei a pensar que poderia dar uma chance. Depois vi o trailer do filme e fiquei curiosa para conhecer o Gus. Então acredito que em breve estarei dando uma oportunidade para ele. Foi ótimo saber sua opinião viu!!! Bjos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Aline! Eu te entendo perfeitamente, mas dê uma chance ao livro, a escrita de John Green é inteligente com pitadas de humor. A história é emocionante demais, mas vale muito a pena ler!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Bárbara!
    Sou novo aqui. Parabéns pelo blog, é excelente!

    Li A Culpa é das Estrelas logo quando lançou, que ele aparecia em praticamente todos os vlogs literários.
    Foi o primeiro livro do Jonh Green que eu li e me fez querer ler tudo que ele publicasse.
    A Culpa É das Estrelas também é um ótimo livro pra presentear alguém ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Obrigada Diego!
    Este livro é ótimo, mas até agora foi o único que li do John Green.
    Obrigada pela vista!

    ResponderExcluir
  10. - Amei a resenha , após ler o livro estava me acabando em lágrimas ! rsrs , Simplesmente amo esse livro e o Cidades de papel , do mesmo autor :D
    Beijinhos
    http://www.isadoramonteiro.com.br/

    ResponderExcluir

© Versos e Notas - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento por: Colorindo Design - Tecnologia do Blogger.